Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player



Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player




BLOG ESTRELA VIDROS




Aprenda como escolher o tipo de vidro ideal para seu ambiente
12/03/2013 22:12

O vidro é um material muito utilizado na arquitetura para integrar ambientes, iluminar espaços, etc.
É utilizado também como tampo de mesas, nas janelas, box de banheiro, escadas e até como revestimento. Para cada tipo de utilização, os vidros podem requerer características diferentes.
Espessura

A espessura do vidro depende muito da localização da obra, dimensões e tipo de fixação. Quanto à localização, é necessário saber a intensidade dos ventos que atingirão o vidro, para definir o grau de resistência do mesmo. Isso explica o porquê de um prédio ter vidros de diferentes espessuras em andares diferentes. Quanto às dimensões, o mercado possui apenas duas medidas para fabricação de chapas de vidro, que são 2,2m x 3,2m e 2,4m x 3,2m. Existe ainda a chapa jumbo, que costuma ser feita por encomenda, que tem 3,6m x 6m, e pode custar até 2,5 vezes o valor de uma chapa padrão. Chapas jumbo são indicadas para construção de divisórias e paredes de vidro.

Quando a instalação é feita sem fixação por caixilhos, o vidro (nesse caso chamado autoportante) precisa ser mais espesso, e quanto maior a área total da chapa de vidro, maior será sua espessura. O local de instalação e o tipo de fixação do vidro também vão demandar que ele seja laminado ou temperado.
Laminado x Temperado

De acordo com a norma 1799 da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT), vidros usados acima do pavimento térreo como guarda-corpo em varandas e escadas, vidraças externas sem proteção e parapeitos devem ser obrigatoriamente laminados. Vidros laminados são os que têm uma película interna que impede que a peça se estilhasse, caso quebre.

Quando a fixação não é feita por caixilhos, os vidros devem obrigatoriamente ser temperados. Vidros como esse passam por um choque térmico durante a fabricação, o que o torna cerca de 5 vezes mais resistente que o vidro comum.

Para boxes de banheiros e divisórias internas entre ambientes, são indicados vidros temperados de 8 mm. Para janelas comuns de casas podem ser usados vidros convencionais de 4 a 6 mm.

Vidros comuns, laminados e temperados podem ser fabricados em diversas cores.
No caso dos laminados, a versão mais barata e com maior diversidade de tons é aquela em que película interna do vidro é colorida. Quando a coloração está na massa do vidro, os tons padrões no mercado são: incolor, verde, cinza, também conhecido como fumê, bronze e azul.
Termoacústicos x Impressos

A utilização de vidros ao invés de paredes externas pode ser uma boa medida para a sustentabilidade do imóvel, pois, além da melhoria da eficiência energética – utilizando a luz natural nas casas -, os vidros com controle solar diminuiem a utilização de ar condicionado e isolam acusticamente o ambiente.

Os chamados vidros duplos são os mais eficientes para a função termoacústica. Eles são fabricados com duas camadas de vidros intercaladas por uma câmara de ar, que reduz a transmissão de som e calor para o ambiente. Onde não há muito ruído, uma opção mais barata que o vidro duplo é usar vidro laminado com uma película especial, mais espeça que a comum.

Existem também vidros metalizados, que refletem os raios solares ao mesmo tempo que permitem privacidade, pelo fato de impedirem que o espaço interior ao vidro seja visualizado. Existe tambem o Low-e, que barra os raios infravermelhos do sol, mantendo a luminosidade natural do ambiente, e além disso, impedem a transferência térmica entre os ambientes interno e externo.

Para manter a privacidade de ambientes separados por vidros, há também os vidros do tipo impresso, que, ainda na fábrica, são carimbados por um rolo de aço com estampas, que imprime desenhos ao vidro. Este tipo não é transparente, e por isso não permite a visualização de um lado para o outro, porém mantém a luminosidade nos espaços. Tais vidros podem ter acabamento brilhante, fosco, esmaltado ou texturizado. Em relação ao vidro comum, os impressos chegam a ser entre 20% e 40% mais caros.

Ainda no sentido de garantir privacidade, existe o PKO Privacy Glass, que tem uma película de filme de cristal líquido com polímeros dispersos, que, quando acionada por eletricidade, as moléculas se alinham e tornam o vidro transparente.
   




29/12/2014
Chancela para temperados capixabas.
12/03/2013
Cuidados especiais com vidros blindados
12/03/2013
Aprenda como escolher o tipo de vidro ideal para seu ambiente

FORMAS DE PAGAMENTO: